vendredi 29 juin 2012
jeudi 28 juin 2012
mardi 26 juin 2012
samedi 23 juin 2012
jeudi 21 juin 2012
mardi 19 juin 2012
dimanche 17 juin 2012
samedi 16 juin 2012
mercredi 13 juin 2012
lundi 11 juin 2012
jeudi 7 juin 2012
mercredi 6 juin 2012
mardi 5 juin 2012
lundi 4 juin 2012

vendredi 29 juin 2012

...


Deixa que a tua saliva escorregue sobre o meu decote...
Deixa que ela refresque a carne quente que anseia por ti...


Soltarei um gemido que dê eco à fúria do nosso desejo
Enquanto introduzes o pénis erecto dentro de mim...

jeudi 28 juin 2012

Eu, tu e o vibrador... (capítulo I)

O meu desejo aumenta a cada quilometro que faço... Estou cada vez mais perto do membro excitado que me aguarda.
Sensual, camisa de seda com decote profundo, o laço do soutien saliente, jeans justos, saltos finos bem altos... Nos lábios levo um bâton vermelho vibrante, o perfume hum... J´adore (Dior)...
Levo no íntimo um forte anseio, na mente o desejo de o devorar, na cona a humidade suficiente para que entre de uma só vez, vigoroso, em mim! Na mala um vibrador pronto a completar o nosso prazer.
Vou pedir que me foda como se não houvesse amanhã...

Depois de ávidas trocas de mensagens lá chego eu ao sítio combinado.
Estava bonito ele... Sempre delirei com o seu aspecto misterioso e muito malandro... Vestia uns jeans bem justinhos, precisamente os que mais gosto de lhe ver, uma t-shirt preta também ela justa que desenhava cada traço dos seus abdominais bem definidos e um casaco espectacular, cheio de estilo, preto de cabedal...
- Olá miúda, estás uma brasa! Até me sinto mal perto de ti...
- Deixa-te de tretas, tu já és bonito por natureza!
- Foda-se mas tu hoje estás...
- Obrigada! Onde vamos?
- Olha aquilo que te pedi para trazeres, não te esqueceste pois não?
- Não malandro, está na mala...
- Podes levar o teu carro? Estou com o de serviço que me identifica a léguas! E assim sempre te posso provocar enquanto conduzes...
- Queres vingar-te de algo que te fiz???
- Talvez...
Fomos beber um copo ali perto, nos arredores da cidade. Mal saí do carro o seu olhar colou-se fixamente em mim!
- Foda-se Inês estás mesmo uma pura provocação, estás com um aspecto tão apetecível! Deixas-me completamente louco da cabeça...
Eu sorria e ia agradecendo a simpatia! Tinha consciência que estava vestida de forma sexy e sentia-me sensualíssima!
Chegados ao bar, praticamente cheio, apenas uma mesinha estava vazia. Era uma mesa envolta por sofás chamativos que convidavam ao mais íntimo dos prazeres, num cantinho bem acolhedor!
Senti-me observada, desejada por olhares sedentos que acompanharam todos os meus movimentos ao atravessar o dito bar em direcção àquela mesa! Senti-me segura, poderosa, muito mulher!
Sentados lado a lado, demos início à mais louca sedução. Bar cheio e depois das bebidas pedidas, começaste por pedir-me um beijo...
- Inês tu deixas-me nervoso, só te sei desejar... estás linda miúda! Apetece-me fazer loucuras contigo, prepara-te para teres uma noite inesquecível! Vou-te dar tanto prazer...
Sentia-te ofegante, com uma incontrolável vontade de me possuíres ali mesmo. Senti o toque dos teus dedos no meu decote, o deslizar profundo da tua volúpia... Desapertaste-me os botões das calças disfarçadamente e foste enterrando uma mão dentro delas...
Inclinei o pescoço, coloquei-me à mercê da tua boca e deixei que me desses a tua língua, a tua saliva noutro beijo avassalador!
A dimensão da nossa excitação era imensa, o cheiro da minha humidade invadia os teus dedos agora na minha boca, a minha mão quis tocar-te e senti-te incrivelmente teso! Apertei o teu sexo protegido pelas calças, justas, e adorei aquela sensação de te sentir em completo delírio...
- Podias ter vestido umas calças mais largas, estás tão grande... onde vais meter todo esse material?
- Queres mesmo que te diga?
- Hum hum...
- Na tua boca, na tua cona e no teu cu!
Aquelas palavras ditas de forma tão peculiar foram o culminar do prazer que sentia no corpo, desejei naquele mesmo instante sair do bar rapidamente.
Apertei os botões das calças apressadamente o que não impediu que o teu colega não olha-se e sorri-se para nós! Sempre o achei competente, apesar de excitado com todo aquele aparato é, sem dúvida, um grande profissional da noite! E claro está, viu, gostou, sorriu e calou!
- Até outro dia Inês, volta, serás sempre bem vinda!
- Obrigada pela gentileza...
Reparei que trocaste algumas palavras com ele antes de saíres e sorri quando imaginei a dimensão das mesmas...
Entrámos no carro...
- Ouve lá, o que falaste com o teu colega? Sim sou curiosa, quero saber! Ele apercebeu-se de tudo o que fizemos lá dentro!
- Disse que és um pedaço de mulher e estava com dor de cotovelo...
- Hahahahaha... ok ok! Vocês homens não mudam! Todos iguais!
- Vá, arranca... não consigo estar muito mais tempo sem me enterrar em ti!
Entrámos novamente na auto estrada, em direcção ao quarto de hotel já reservado...
- A tua mala? - perguntaste com sorriso safado.
Olhei-te com ar de malícia, estavas louco para te vingar da tortura de uma outra viagem ... Senti-me pulsar só com a ideia de em plena auto estrada, a conduzir, ser invadida por um vibrador em movimentos repetidos, conduzidos por uma mão ágil e sôfrega como a tua!
Senti-me escorrer, louca de tesão, olhava-te... estavas igual a mim...
A respiração ofegante, o ver-te a preparar aquele dildo delicioso e apetecível, pronto para me invadir, a aproximação das tuas mãos dos botões das minhas calças, o teu pénis desnudado, os primeiros gemidos em uníssono, a minha mão que te esfregava, o vibrador agora metido em mim!
Abri um pouco o vidro, estava a ferver, minuto após minuto a excitação aumentava mais e a resistência deixava-me sem forças para conduzir um carro em plena auto estrada!


Continua um dia destes... num qualquer quarto de hotel...

mardi 26 juin 2012

3.

dimanche 24 juin 2012

samedi 23 juin 2012

HÚMEDA...


Amo
Cuéntame cuando y como humedeces para tu Amo...


sumisa
Humedezco cuando pienso en ti, cuando me acuesto, cuando me levanto...
Humedezco cuando recuerdo una de nuestras charlas, un momento en el que estamos juntos...
Humedezco cuando te siento excitado, tenso, ansioso, cuando te escucho jadear, cuando me deseas, cuando me usas...
Humedezco cuando siento la dominación, tu dominación, tu palabras taladrándome...llamándome zorrita, tu voz en mi oído, avisándome...
Humedezco cuando me tratas como una zorrita viciosa, provocándome, tirándome del pelo, azotándome el culo, jugando con tus dedos en mi boca o donde te plazca...
Humedezco cuando juegas con mi ansiedad...
Humedezco cuando te siento cerca, pendiente de mi, vigilándome...
Humedezco cuando me besas, me abrazas, cuando siento tu protección y ternura...
Humedezco solo con pensar en ti...


Y lo hago de forma continua, poco a poco, empapando mi ropa interior...
Una humedad fuerte, con olor muy personal, mi olor, mi humedad, la de tu zorrita, una humedad que es tuya...sólo tuya, como yo...TUYA, TODA TUYA.


Amo
Me gusta tu humedad y me gusta que sea toda mía, me gusta controlar tu humedad, que dependa de mi, que se inicie conmigo y solo yo decida hasta donde continúa, que sientas que humedeces como muestra de sumisión, sintiendo que lo haces preparándote por si tu Amo decide usarte, sintiéndote preparada para que lo haga.
Me complace que me entregues tu humedad y la disfrutes como sumisa.

jeudi 21 juin 2012

Gracias por el regalo de cumpleaños ATHAN


Loco,viviendo entre nubes de silencio y añoranza.


Pasado y futuro en una sola bruma.


Enfermo de ansia y de muda pasión.


Viviendo en fragmentos sólidos


,imagenes o sombras que perdieron sus contornos.


Viviendo la quimera de soñarte.


Deseo, amor que vuela con alas de tacto ardiente.


Amor que vive mas alla de nuestro frágil corazón.

mardi 19 juin 2012


When someone
sees you
as you really are
and
wants to be wiht you

...

That´s powerful

dimanche 17 juin 2012

samedi 16 juin 2012

Me gusta... de laberinto




ME GUSTA



Me gusta pensar en tu cara,
mis labios sobre tus labios
darle sabor a tu aliento
e intentar descifrar esa lengua
de vicios ocultos tras tus palabras.
Me gusta saberte dueña y esclava
invencible amazona en el monte
yegua que atiende en el valle
al lenguaje de la espuela,
dos en una, una en dos
juez y parte en el dilema.
Me gusta pensarte etérea
en la almohada de mis brazos abandonada
oírte decir hasta el infinito te quiero,
te quiero, te quiero, te quiero
hasta perder el número de veces
que tu aliento choca contra mi cara.
Me gusta saber que me extrañas,
que el tiempo es un puñal que me mata,
que el espacio es un sitio vacío,
el mundo un vaivén de palabras,
la gente esas sombras que pasan,
tu amor un invento temible
y yo una probeta callada
que alumbra el despertar de una llama.
Me gusta saber que aunque lejos existes,
que aunque ausente
está fija tu imagen en mi mirada,
que aunque tal vez sin remedio
quedemos tu allí y yo aquí
separados por una ancha muralla,
sabemos (porque lo sabemos)
que siempre habrá un lugar para los dos
en algún rincón de tu casa.




jeudi 14 juin 2012

mercredi 13 juin 2012

lundi 11 juin 2012

VOGLIE

ho una fame ... 

Linguagem corporal



Entra, fecha a porta, vai ao bar e serve-te da bebida que mais gostares.
Estou aqui mesmo à tua espera...
Sem uma única palavra, entra em mim com os teus dedos translúcidos e diz-me ao ouvido "quero foder-te".
Acendo um cigarro, peço-te algo estimulante para beber.
Imploro-te que te despaches.
Vejo-te aproximar.
Ouço os teus gemidos.
Sinto o desejo grotesco que te reveste.
Penso "vai ser bom".
Meto-te com pressa dentro de mim.
Olho-te nos olhos enquanto te enterras.
Venho-me perante uma liberdade estrondosa que me enche o corpo.
Faço-te vir sem preguiça ou limite que me quebre.
Mais um gole de Vodka.
Meia hora de conversa.
E eis a repetição.

samedi 9 juin 2012

jeudi 7 juin 2012



Desejo a nu



De ti faço o meu mundo
A vontade avassaladora da paixão que me consome
A vaga do meu mais puro desejo que despertará a tua tesão
A voz embalada num alucinante despertar
Aguardo-te como alimento do meu corpo
Vem olhar-me em silêncio
Debruça-te sobre mim
Agarra as minhas ancas
Deixa-me sentir a tua carne dura e latejante
A sensualidade que reflecte a excitação que te consome
Faz-me perder num beijo prolongado
Que desperte a loucura que perpassa a minha mente
Que traduza em actos inimagináveis
Esta vontade incontrolável de estar de volta!

mercredi 6 juin 2012



mardi 5 juin 2012

Getting Acquainted

Audrey does not take kindly to having a nanny. What college girl would? She screams for Ms. Steele to leave the house immediately. Having quite enough of Audrey's overgrown temper tantrum, Ms. Steele takes the girl over her lap for an introductory spanking from Punished Brats.

lundi 4 juin 2012

dimanche 3 juin 2012